Home

Acabo de ler que o corpo de Diogo Vasconcelos deixou de poder estar presente entre nós.

Não o conheci; nunca tomamos um café juntos.

Encontramo-nos apenas uma vez, na Fundação Cupertino de Miranda, no Porto, num dia em que ele fazia uma apresentação a propósito de Empreendedorismo Social.

Porque a sua apresentação – simples mas focada – me interessou, pedi-lhe o seu contacto no final. Deu-me um dos seus cartões. Enviei-lhe um email, falando do projecto que na altura tinha e que mantenho (Leaders Café 2020). Respondeu-me em menos de 20 minutos. A resposta, que mantenho arquivada, demonstrou-me que sabia exactamente a quem estava a escrever.

Segui, a partir daí, a sua actividade e fui saber mais sobre quem era, como tinha chegado onde, tão jovem, chegara.

Sei dele provavelmente menos do que qualquer um daqueles a quem envio esta mensagem. Deixem-me, no entanto, salientar o que sei:

O Diogo – não o seu corpo – tinha um PROPÓSITO: unir as Pessoas de todo o Mundo.

Não a conheço, mas tenho a certeza de que tinha uma ESTRATÉGIA porque a vi em ACÇÃO: já era Director da CISCO – uma instaladora de redes informáticas que tem aquele mesmo Propósito – e estava a lançar o Dialogue Café, pensado para unir Pessoas.

Desde o nosso primeiro email que seguiu sempre, respondendo SEMPRE, aos avanços do projecto de que falo (nunca preocupado com o factor ‘concorrência competitiva’, mas, antes, com a ‘concorrência de interesses’ – leia-se confluência de interesses). MONITORIZAVA o que fazia.

Quando se fizeram os primeiros testes da Dialogue Café pediu-me opinião sobre o que vi: COMUNICOU (deu-me a conhecer RESULTADOS; solicitou feedback; falou e ouviu).

Tudo o que eu acabo de salientar são coisas simples.

Esta foi, também, a simplicidade que ‘li’ na apresentação que fez no dia em que tomei contacto com ele – não estou a falar de um corpo.

Estou a escrever esta nota porque acho que esta simplicidade – tão complicada de alcançar – merece ser salientada:

PROPÓSITO -> ESTRATÉGIA -> ACÇÃO -> MONITORIZAÇÃO – > COMUNICAÇÃO

Encontramos isto naqueles que fizeram história:

Egas Moniz

Afonso Henriques

D. João I

D. João IV

(tantos outros Portugueses) e, também na semana que passou:

Salvador Caetano [que me fez recordar o, para mim, ENORME Senhor AMÉRICO BARBOSA (fundador da AMBAR)]

Para nosso bem, lembremos – a nós próprios e a quem anda ao nosso lado – os factores que produzem a simplicidade que tão grandes RESULTADOS provoca:

EMPENHO

RESPEITO POR NÓS MESMOS E PELOS OUTROS

RESILIÊNCIA NA SUSTENTAÇÃO DO NOSSO PROPÓSITO

Que VIVA DIOGO VASCONCELOS!

Anúncios

One thought on “Que VIVA DIOGO DE VASCONCELOS!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s