Home

Colaboração
Nota prévia

A maior dificuldade sentida hoje, por mim e tantos outros nas mesmas circunstâncias – transformados em ‘redundantes’ pelo sistema, capitalista de consumo competitivo [1] – é a capacidade para gerar sinergias de facto, que já não teóricas, e colocá-las assim, por serem sinergias de facto, em ACÇÃO.

A quantidade de boas ideias sem reflexo na prática quase me angustiam. No entanto, como acredito que saibam, sou um optimista e, por isso, rapidamente procuro uma ideia positiva que esconda, que aniquile, aquele assomo de negativismo.

A ideia que agora apresento, é consequência disto e de todo um conjunto de pequenos contributos que fui juntando a uma ideia antiga (que não velha, porque só tem 3 aninhos).

Começou por ser uma ideia de negócio: criar duas empresas de serviços – a MyStaff e a MyBackup -, a que se juntou a ideia de criar uma parceria – AGIR AGORA – e que, depois de outras parcerias que não obtiveram outros resultados que não fossem os teóricos – amigos do Douro, DESENVOLVER AGORA , o The-HUB , o Clubibérico, – volta a fazer sentido com um projecto em cuja preparação tenho participado.

Vão poder perceber que se confundem aqui outras ideias, minhas e compartilhadas por mim, de que fui juntando pedaços, por, para mim, fazerem sentido.

Espero contar com a sua atenção para o objecto da presente sinergia de ideias!

[1] Ao contrário do que possa parecer à primeira vista, nada me move contra o sistema Capitalista: afinal só num sistema como este se gera vontade continuada de fazer melhor. O que defendo é, no entanto, que devemos caminhar para um modelo Capitalista com base num novo paradigma: o da ‘COLABORAÇÃO Criadora’ que gere conforto e paz, e já não insistir no actual, o da ‘Competição Consumista’ que, como vimos, gera desespero.

Objecto

Criar uma empresa de economia social, no Norte de Portugal, dedicada ao apoio a todo o tipo de empresas e organizações, através da prestação de serviços correntes e de consultoria especializada, a preços controlados.

(A criação acontecerá no Norte de Portugal, mas já há manifestação de interesse em desenvolver ‘filiais’ em Lisboa, em Braga, em Coimbra, em Londres e em Adelaide – na Austrália)

Constituição da Empresa

Inicialmente constituída por MEMBROS – indivíduos e empresas a convidar por mim, aceitará novos MEMBROS (numa primeira fase, por indicação dos membros por mim convidados) – estando aberta a inscrições de Associados, desde o primeiro dia, os quais se podem, querendo, transformar em ‘accionistas’*.

*são ‘accionistas’ TODOS os participantes no Capital Social, independentemente de serem ou não considerados MEMBROS.

Um dos MEMBROS, deverá ser uma instituição bancária.

Cada ‘accionista’ terá participação no Capital Social da Empresa a criar: pede-se que o montante individual seja de, no mínimo, €100,00.

(É óbvia, para mim, a razão para que este valor esteja tão baixo: são convidados, para além do Banco, cerca de 100 indivíduos, muitos deles detentores da maioria do capital de empresas potencialmente interessadas na participação neste projecto. 100 indivíduos a 100,00€ já formam um capital social de 10.000,00€ e ninguém ficou mais pobre, penso eu…, para além de contar com a intervenção substancial do tal Banco).

Princípios a ter em conta*

* para verificação e clareza de todos os processos deve contratar-se os serviços de uma empresa de Revisores Oficiais de Contas;

A empresa a criar não terá:

– remuneração directa a Colaboradores: cada um facturará serviços, em função do tipo de colaboração prestada, no âmbito das suas valências individuais;

– viaturas de serviço para qualquer dos órgãos que se venham a definir como permanentes;

– haverá lugar a distribuição de lucros, no final de cada ano de actividade, pelos ‘accionistas’ que tenham efectuado entrada para o capital social da empresa, lucros esses que podem ser incorporados no capital individual, quando for essa a vontade de cada ‘accionista’;

– tal distribuição deve, no entanto, seguir princípios da economia social devendo determinar-se CAUSAS a apoiar. Num primeiro momento aponto 4 (AMI, Terra dos Sonhos, Banco Alimentar Contra a Fome e, Recuperação da Casa da Torre da Lagariça#), deixando em aberto lugar para, pelo menos*, mais uma a designar por escolha em votação universal.

# esta causa ainda não existe, formalmente, e terá que, para completa transparência de processos, ser corporizada; trata-se de uma CAUSA própria, do autor desta compilação de ideias, entendendo-se que não deve, por essa razão, ser este facto ocultado (a ideia para a CAUSA pode ser conhecida com a leitura de: Imaginar, Criar … Tentar… FAZER!), já que se sabe que tal factor pode provocar ‘ruído’, apesar dos eventuais benefícios sociais da sua efectiva implementação.

– cada uma destas causas deve receber, pelo menos*, 2% dos lucros gerados.

* diz-se ‘pelo menos’, porque tais conjuntos e atribuição podem ser aumentados em função de manifestação da vontade de o fazer por parte dos ‘accionistas’. Tais manifestações de vontade serão sempre consideradas, desde que sejam repetidas quanto ao seu objecto por mais do que um MEMBRO, e serão objecto de votação universal.

Notas Soltas (que as ideias constroem-se por elementos…)

Votações

– A votação universal será realizada sempre que surja a necessidade de tomada de decisão;

– Será realizada uma comunicação a cada membro, por email, com a questão sobre a qual decidir;

– haverá um prazo de resposta não superior a 48 horas, e não inferior a 24 horas;

– usar-se-á o método da maioria absoluta quando tal se verificar;

– sempre que o número de opções seja superior a oito usar-se-á o método de ‘1/3 + 1’, até se encontrar um resultado de maioria absoluta.
……………………………………………………………………………………………………………………………….
Como demonstrar a sua DECISÃO de Participação na Fundação desta nova Empresa Social:

Envie-me um email, para

colaboracao.cla@gmail.com (preferencial), ou
luís@luiscochofel.com

(por favor, inclua estes dois endereços electrónicos na sua Lista de Contactos)

Próximo passo:

Reunião com MEMBROS (que tenham tomado a DECISÃO de participar) em 22 de Janeiro de 2011 – no espaço The-HUB (Rua do Tâmega – sem número, no Porto | situada no Bairro de Paranhos, junto à Faculdade de Economia do Porto, Faculdade de Medicina Dentária e Cemitério de Paranhos), pelas 10:00 horas.

Obrigado por ter lido até ao fim!

Página web do Projecto: cla-colaboração.webs.com

Página no FaceBook: CLA + Colaboração

Conte CONNOSCO! Nós Contamos CONSIGO!

Anúncios

2 thoughts on “CLA + Colaboração

  1. Excelente projecto!
    Fico feliz em ser a primeira a comentar, contem comigo!
    Lá estarei no dia 22 às 10h.
    Suzana

  2. Olá Luis,
    Parece ser de facto uma excelente inciictaiva, bem necessária para dinamizar um sector que bem precisa de consultoria especializada.
    Por outro lado, o facto de a intenção ser a criação de sinergias é de todo meritório!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s